quarta-feira, maio 13, 2009

Papa Myzena – Mais um contributo para a luta política

Nasceu hoje aquele que é apelidado em certos círculos como o “superblog” da Direita: O Papa Myzena.

Sendo o seu título uma consequência das célebres declarações de Manuel Pinho, este blog nas palavras dos próprios: é constituído por inúmeras pessoas, algumas do PSD, outras nem por isso; alguns votantes habituais no PSD, outros nem por isso, mas todos com algo em comum: A convicção de que o país não aguenta mais 4 anos com um governo socialista. Que este ano de 2009 é a oportunidade de ouro para mudar e que é no PSD que essa possibilidade se encontra. O primeiro passo nesse sentido será dado com as eleições europeias. Com as vitórias do PSD, será possível mudar. Cabe-nos fazer a nossa parte para que a mensagem passe. E ela vai passar, não haja dúvidas disso.

O seu rol de autores é de certo conhecido por todos aqueles que lêem a blogosfera portuguesa: Afonso Azevedo Neves, Ana Margarida Craveiro, André Abrantes Amaral , João Gonçalves, Luís Rocha, Manuel Pinheiro, Maria João Marques, Nuno Gouveia, Rodrigo Adão Fonseca e Vasco Campilho.

E se fizermos jus na notícia do DN (hoje, pg. 13) que noticia o lançamento deste blog, mais nomes se lhes juntarão.

Eu acredito num debate político de ideias e ideais. Abomino as correntes de transmissão das direcções partidárias que muitas vezes apenas fazem passar a cartilha partidária. Acredito (e tenho esperança) que o Papa Myzena sirva para elevar o debate político na blogosfera lusitana a níveis aos quais nunca chegou.

Sou defensor de que é apenas “lutando” com os melhores que temos uma verdadeira ideia de quem nós somos e de quem são os outros. E do que defendemos. Afinal, sou da geração Dragon Ball.

Ao longo do tempo, irei evidenciar alguns dos posts produzidos neste (e noutros) blogues. O objectivo é despertar a discussão sobre quem nós somos e o que nós queremos. Porque acredito que só assim saberemos quem na realidade somos.

Aguardo com grande expectativa a criação do “superblog” da Esquerda, para que o debate de ideias e ideais possa efectivamente existir.

Espero apenas não ter que esperar sentado (ou deitado).

2 comentários:

Rui Pedro Nascimento disse...

Tens bom remédio, para não esperares sentado ou deitado... Promoves tu a criação do mesmo!

José Gomes André disse...

Não sei se é um "superblog" ou um blogzinho... Mas estou nele com toda a energia para contribuir para a elevação do debate político. Espero sinceramente que venhamos a ter muitas e profícuas discussões, caro Diogo. Aliás, estendo este meu desejo aos restantes "lojistas", que acompanho com atenção (juntando-me às vezes ao vosso lado da barricada - EUA'08; noutras não...). Um abraço!

Pesquisar neste blogue