quarta-feira, maio 20, 2009

e o que é que o Rangel tem a dizer sobre isto?

Ó Rodrigo, eu acho que as a forças conservadoras estavam na professora ...

4 comentários:

Vera Santana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Vera Santana disse...

É um caso de (falta de) saúde mental de uma professora do secundário. Não vale a pena tecer grandes comentários, para além do facto de essa mesma falta de saúde mental DESSA MESMA PROFESSORA ser notada, na Escola, de há 3 anos a esta parte.

Durante 3 anos ninguém fez nada para impedir que acontecesse esta agressão verbal impertinente e danosa e sobretudo inusitada.


Ora, há Directores de Turma, há Colegas, há Reuniões de Pais . . . que não exerceram (democraticamente, em reuniões ou fora delas) o necessário controlo enquanto Encarregados de Educação.


Porquê? Talvez por falta de conhecimentos, falta de exercício dos direitos e deveres de cidadania, déficit democrático . . .

Pedro Miguel Cardoso disse...

Concordo com o comentário da Vera. O caso desta professora é um assunto interno da escola que já devia ter sido resolvido de outra maneira, sem este alarido público.

Vera Santana disse...

Pedro,

O meu comentário diz tratar-se de um assunto da Escola mas também da Sociedade.

Há uma enorme falta de exercício de controlo democrático, na Sociedade em geral, nas Escolas em particular.

O que eu quis dizer é que se houvesse exercício efectivo de direitos, uma Escola não teria esperado 3 anos e uma gravação pirata para suspender uma professora!

Claro que os media deram uma dimensão desmedida ao assunto, por se tratar de Ensino (tema actualmente quente) e de Falar de Sexo (tema que desperta sempre atenção).

Pesquisar neste blogue