terça-feira, outubro 16, 2007

Adriano Correia de Oliveira (1942-1982)


Faz hoje 25 anos que Portugal perdeu um Grande. Deixo uma notícia que, entre outras, hoje preencheram a blogosfera. Temo que já seja tarde para se ir ao concerto, mas fica a intenção.

[É do EBranquinho, do PS Lumiar]
Adriano, 25 anos depois
Homem andarilho
De fina figura
Tornou-se um "empecilho"
Para a ditadura
Adriano Correia de Oliveira é hoje recordado, num espectáculo a realizar, logo á noite, na Sociedade Voz do Operário, em Lisboa, no qual participarão cantores como José Fanha, Carlos Paulo e Maria do Céu Guerra que vão ler poemas que Adriano Correia de Oliveira cantou.
Simultaneamente será, ainda, inaugurada uma exposição sobre o músico e decorrerá um colóquio para debater a vida e obra de Adriano com a participação de Luís Cília, José Barata Moura, Lopes de Almeida, Paulo Sucena e José Vale Moutinho.
No dia 20, também na Voz do Operário, decorrerá o espectáculo de designação genérica "25 anos - 25 canções", no qual participarão, entre outros, Amélia Muge, Fausto, Fernando Tordo, Brigada Victor Jara, o padre Francisco Fanhais, Manuel Freire, Janita Salomé, Luís Represas, Pedro Abrunhosa, Paulo Carvalho e um grupo de guitarra e cantares de Coimbra.
As merecidas e devidas homenagens ao homem de muitas coragens.

1 comentário:

Carreira disse...

Merecida homenagem a um dos grandes autores portugueses.

Pesquisar neste blogue