terça-feira, novembro 27, 2007

Admito

Anda por aí uma daquelas gaffes reaccionárias reveladoras do quão estúpida e desadequada pode ser a mente humana e a vontade do sondbite imediato.
Pois parece que o actual líder da JPP, juventude do CDS-PP, veio acusar o lider parlamentar comunista, Bernardino Soares por incidentes no "Verão Quente" de 1975.
Esta acusação, barbara, complica ao se saber que o visado tinha 4 anos de idade.
A reacção na blogosfera não se fez esperar, desde o Tiago Ribeiro, ao Pedro Alves, à Shyz ou ao Daniel Oliveira, todos já baterem que se farta neste novo miúdo saído do forno do Caldas. A piada é que ninguém lhe deve de ter dito o que alguns do seu partido fizeram, não muito longe dessa data...
Por mim admito que, nascido em 1974, o ano de 1975 me traz gloriosas lembranças. Desde a Graça, por quem babava que era uma coisa louca; aos baloiçar ternurento com o que o meu pai me embalava, cada vez que cantava em punho erguido a Internacional. Admito ter, com o meu curto ano de idade, cuspido num ou noutro tipo com que me cruzava, ou porque o pólo às riscas me ofuscava os meus ainda frágeis olhos, ou porque não entendia nem as referências aos «outros tempos» ou a estranha mania de acabarem as frases com um «a bem da Nação». Levei anos a entender o que queria dizer; e ainda hoje estudo estes processos.
Bons tempos esses em que a estupidez não grassava, fugia. Para Brasis daqui e dali. Saíam, levavam o dinheiro e a estupidez.
Depois voltaram e fizeram filhos. Hoje alguns são líderes partidários.
Antes no Brasil, mas temos de os ter por cá...

Pesquisar neste blogue