segunda-feira, julho 14, 2008

USA update

Já há algum tempo que não escrevemos sobre o que se vai passando nos EUA (mea culpa), mas quando soube pelo Idelber Avelar das últimas sondagens animei-me. Obama está bem mais competitivo do que se antevia há uns meses (e mesmo depois da vitória nas primárias democráticas). O mapa da Realpolitics é bastante animador e aponta 11 Estados como «too close to call» (Ohio, Pensilvânia, Michigan, Wisconsin, New Hampshire, Virgínia, Flórida, Missouri, Colorado, Novo México, Nevada, Carolina do Norte). Destes, em 2004, os republicanos ganharam 9, e só o facto de Obama estar no combate indica que a sua campanha está no caminho certo. Decerto que tudo acalmará no verão (ou não) e que só a partir das convenções partidárias começará a verdadeira campanha.
Entretanto, sucedem-se os pequenos episódios, como este relatado por Idelber Avelar, e que reproduzimos:

Carol Kreck é uma bibliotecária de 61 anos de idade, de Denver, Colorado. A mulher deve ter um metro e meio de altura. Cometeu, no último dia 07, a imprudência de ir a uma das reuniões de debates públicos de John McCain (os chamados town hall meetings) portando um cartaz feito em casa. No cartaz, nenhuma ofensa, nenhuma calúnia ou injúria, mas uma simples equação: McCain=Bush. Ela nem mesmo tentava entrar no prédio onde se realizaria o evento, dentro do qual os cartazes são proibidos. Estava, simplesmente, plantada do lado de fora.
Por ordens do Serviço Secreto de John McCain, a senhora foi retirada pela polícia, recebeu uma citação por, pasmem, trespassing (invasão) e uma ameaça de prisão caso retornasse. A censura ao direito de expressão de Carol Kreck repete cerceamentos
anteriores, acontecidos em reuniões públicas do próprio McCain com Bush. Acompanhe o vídeo:



Várias organizações da sociedade civil
já documentaram a escabrosa realidade dos golpes permanentes contra a liberdade de expressão no governo Bush.
Impressiona a facilidade da resolução da situação, a desumanidade do trato e a intolerância geral (dos polícias, dos apoiantes McCain, de toda a gente). Esta América é, de facto, terra do que de melhor e do que de pior se consegue fazer em matéria de política.

2 comentários:

Rui Pedro Nascimento disse...

Parece-me (posso estar errado, nunca se sabe) que há pelo menos um membro deste blog que sempre disse que os democratas ganharão em Novembro no matter who.

Se calhar é porque tem o hábito de acompanhar os vários sítios de sondagens e estudos de opinião, bem como blogs vários...

Outros há, também deste blog, que sempre duvidaram e que agora fazem descobertas fantásticas e post's como este USA Update!

Oh! Well! Parece que há fontes credíveis e fontes pouco credíveis. Tenho de arranjar um título...

P.S. - Para quem não sabe quem é quem, basta dizer que dum lado está quem faz mea culpa e/ou nem sequer costuma escrever neste blog a não ser de futebol. Do outro está quem, no mínimo, tem posto uns vídeos sobre as eleições americanas...

Rui Pedro Nascimento disse...

Parece-me (posso estar errado, nunca se sabe) que há pelo menos um membro deste blog que sempre disse que os democratas ganharão em Novembro no matter who.

Se calhar é porque tem o hábito de acompanhar os vários sítios de sondagens e estudos de opinião, bem como blogs vários...

Outros há, também deste blog, que sempre duvidaram e que agora fazem descobertas fantásticas e post's como este USA Update!

Oh! Well! Parece que há fontes credíveis e fontes pouco credíveis. Tenho de arranjar um título...

P.S. - Para quem não sabe quem é quem, basta dizer que dum lado está quem faz mea culpa e/ou nem sequer costuma escrever neste blog a não ser de futebol. Do outro está quem, no mínimo, tem posto uns vídeos sobre as eleições americanas...

Pesquisar neste blogue