quarta-feira, março 19, 2008

Discursos

Vi, pelo Rui, e ouvi o último discurso de Barack Obama, sobre a questão racial.
É verdadeiramente impressionante a sua capacidade de oratória e de construção de discurso. É, mesmo, do melhor que se tem produzido ao nivel da política contemporanea.
É impressionante como consegue, só pelo poder das palavras, não só arrasar com um assunto que o poderia incomodar (a questão de Jeremiah Wright), como recolocar o momento político nele próprio. Depois deste discurso em Filadelfia já não se fala de Jeremiah Wright, ou de Geraldine Ferraro. Irá se falar de Obama, do seu discurso, da sua oratória.
Resta saber se a «conversa» chega...
Pode esta campanha acabar agora que já tinha produzido os principais momentos políticos de uma geração que escolhe se afastar da política. Esta é, definitivamente, as eleições de que nos vamos recordar, daqui a 30 anos; como os de hoje que se recordam de Kennedy contra Nixon, ou de Soares contra Cunhal, num cenário mais caseiro.
Ser norte-americano hoje é ter a oportunidade de poder participar, activamente e com direito de voto, neste incrivel processo eleitoral em curso. No entanto isso significa ser capaz de escolher entre o melhor orador político dos últimos 30 anos (Obama) e uma das melhores cabeças de uma geração e das pessoas mais capacitadas para gerir um pais como os EUA (Clinton).
Deixo uma sugestão: ticket 2008 Clinton - Obama. Ticket 2012 Obama - Clinton.

Pesquisar neste blogue