terça-feira, novembro 17, 2009

Casamento Gay

Estive vendo o programa da RTP 1 pros e contras, uns defendiam o sim, outros o não, ou melhor, defendem um referendo ao casamento entre pessoas do mesmo sexo...

Os que defendem o sim, apresentam argumentos sustentados na igual oportunidade, a não descriminação, os mesmos direitos, entrepondo com algo que me parece perfeitamente justo, o devido reconhecimento pela sociedade, da qual fazem parte integrante, na qual participam e na qual produzem, igual a qualquer outro cidadão dito "normal"...

Os que defendem o não, ou melhor defendem um referendo à sociedade, disseram das maiores barbaridades que tenho ouvido nos ultimos tempos... Ora se perdiam com questões juridicas, avocando que o casamento enquanto instituição celebrado entre duas pessoas, vai ser alterado, sendo por isso um risco para a instituição no seu aspecto de acordo mutuo entre duas pessoas, no caso Homem e mulher, que a instituição Familia iria ser afectada e a sua definição enquanto tal ficaria alterada, e por ultimo que poderia haver esse grande perigo de, imagine-se um casal Homossexual, sim eu escrevi Homossexual, duas pessoas do mesmo genero poderem vir a adoptar uma criança...

Bom, não defendo esta causa por ser Homossexual, Não defendo esta causa por questões de teimosia partidaria, ou por estar na moda. Defendo-a por ter percebido, que daquele tal outro lado, o lado dos incessantes e sagazes que corajosamente se assumiram, existem pessoas iguais a mim... Com pais, irmãos, tios, primos, Avós... Pessoas na sua mais humilde ascendência... Que Têm sentimentos e como eu necessito desses sentimentos, estas pessoas iguais a mim também necessitam, mas sobretudo têm direito a te-los...

Têm direito a escolherem com quem e como querem estar, amar, viver...
Sobre o casamento entre pessoas do mesmo genero estamos conversados...

Sobre essas pessoas terem o direito de proporcionar a uma criança abandonada, jogada fora, um lar, amor, atenção, carinho, um sentido para uma vida... Voltaremos depois...

Para já só me ficou a hipocrisia dos que sem perceberem muito bem porquê, defendem doutrinas e ideologias dogmaticas, como se ESTAS PESSOAS, fossem um pano branco sem manchas... Um pano sem nodoas... Como se ESTAS PESSOAS, não cometessem erros e não lhes possa apontar nada de errado....
Pessoas sem macula... Puras, como um certo DEUS as criou...

Haja paciência para Demagogia, para Hipocrisia, para Falsos Moralismos...

Estas pessoas só defendem um referendo por estarem no desespero, por perceberem que tudo aquilo em que construiram a sua personalidade vai começar a cair por terra...

Não critico ESTAS PESSOAS por pensarem diferente de mim, nem critico as pessoas que viveram num paradigma anterior, com um contexto de sociedade diferente, critico as pessoas, que tendo um papel importante na sociedade actual e actuando nesta, se fazem acompanhar de argumentos arbitrários...

A ESTAS PESSOAS olho-as como algum desdém, por querem estar tão acima numa piramide, que nem percepcionam a realidade que os envolve...

Cobardes e egoistas... É o que concluo...

1 comentário:

Marisa disse...

Não podia concordar mais!
O que é que a república tem a ver com o facto de duas ou mais pessoas, do mesmo sexo ou não, decidirem voluntariamente unir-se pelo matrimónio civil, o qual apenas pode ocorrer pela plena consciência e livre vontade daqueles que decidem assumir esse acordo entre si? Qual a moralidade de assumir que o modelo de família será adulterado, quando vemos tantas famílias constituídas por heterossexuais ditos "normais" cheias de violência, traição e faltas de respeito? Qual a superioridade moral que qualquer um pode ter relativamente às opções de vida de outro?

Gostaria por fim de vos pedir para corrigirem o link de um dos meus blogs: http://principiosincerteza.blogspot.com/

Obrigada e continuem com o excelente trabalho de reflexão!

Abraço!

Pesquisar neste blogue