sexta-feira, fevereiro 27, 2009

Regulação ou Não? Perguntas que ficam no ar...

A irlandesa Ryanair, uma das maiores companhias aéreas "low cost" a operar na Europa, poderá começar a cobrar aos passageiros pelo uso da casa-de-banho durante o vôo, disse Michael O’Leary, director executivo da companhia.

Será que é admissível que para manter os preços baixos das viagens áreas as companhias “low cost” possam tomar medidas como a acima descrita?

Deve-se exigir ao regulador (entenda-se Estado) que garanta restrições às medidas de corte nas despesas das companhias áreas, defendendo assim um nível mínimo de serviço que não permita o acima descrito?

Ou deve ser o mercado a decidir se tais medidas têm sucesso? Afinal, só viaja na Ryanair quem quer.

É claro que se houver essa regulação, os preços das viagens irão sempre subir...

Com a devida vénia a Blogzira e a Carlos Barbosa de Oliveira no Delito de Opinião

1 comentário:

Rui Pedro Nascimento disse...

Num comentário jocoso dir-te-ia que podes sempre fazer chantagem, do tipo: "Não pago e se não me deixa entrar faço aqui!"

Pesquisar neste blogue