sexta-feira, julho 23, 2010

Passemos para coisas sérias

Devemos agradecer às camaradas Ana Catarina Mendes, Inês Medeiros, Marcos Sá e Vera Jardim o facto de terem liderado o chamamento do grupo parlamentar do PS à razão, contra o frenesim anti-republicano e pseudo-religioso que duas deputadas eleitas nas listas do PS procuravam propagandear sob uma capa cómica de solidariedade e competitividade.

Que não tivessem ouvido os apelos dos seus colegas de bancada, para que retirassem esta proposta e poupassem ao PS o embaraço de a ter que chumbar, diz muito do seu sentido de responsabilidade e lealdade para com o partido que as colocou na sua lista para a AR.

Agora que este acto de “silly season” antes de tempo foi ultrapassado, poderemos concentrar-nos unidos em coisas sérias, e de vital importância para o país, como travar a ofensiva neoliberal de Passos Coelho e seus comparsas.

E as Sras. Deputados Rosário Carneiro e Teresa Venda deviam aproveitar o Verão para reflectir na votação que esta sua aberrante proposta obteve.
Estarem isoladas contra todos os seus colegas de lista pode ser visto de modo simplista como acto de convicção, mas talvez seja simplesmente um indicativo de que estão no grupo parlamentar errado.



1 comentário:

Rui Pedro Nascimento disse...

'Tá mal!!! Eu queria ter escrito isto!!!

Pesquisar neste blogue