terça-feira, julho 26, 2011

Alta costura

Durante anos, para justificar sabe-se lá o quê (na realidade sabe-se, mas faremos de conta que não) criticou-se José Sócrates devido à roupa que usava.

Que era cara...
Que era de marca...
Que vinha das melhores lojas...


Enfim...

segunda-feira, julho 25, 2011

Sobre os "independentes" (2)

Eduardo Pitta acha que:
"As directas dos grandes partidos são um assunto demasiado sério para ser deixado nas mãos dos militantes".

Eu também acho que a cultura é algo demasiado sério para ser deixado na mão dos agentes culturais!

A propósito de um "A Propósito"...

Diz a Helena Matos, a justificar o seu pensamento liberal e aproveitando para atacar as palavras de António José Seguro, que:
Faz-se esquecida a Helena. Faz-se esquecida que as mulheres a dias fazem-nos porque sabem que quando chegar a altura, terão direito à reforma como aqueles que descontaram para tal! O que não convém à Helena lembrar é que se assim não fosse, as mulheres a dias exigiriam descontar.

O problema não é pagar impostos (pelo menos para mim). É haver quem não os pague.

sábado, julho 23, 2011

Ainda sobre o filme do PSD do "Desvio Colossal"

Tivemos de ouvir, durante anos, que José Sócrates era autoritário, arrogante e, principalmente, tinha tiques ditatoriais.
Nunca lhe passou pela cabeça, que se saiba, filmar uma Comissão Nacional ou uma Comissão Política Nacional do Partido Socialista.
E não precisa de ser realizado pelo Alfred Hitchcock
No PSD é normal filmar-se o Conselho Nacional?

Já imagino os "Marcos Antónios" desta vida a controlarem os filmes, a verificarem as expressões dos conselheiros, e a informarem, posteriormente, o Pedro. Não pensam que esses filmes servem só para, eventualmente, esclarecer as afirmações proferidas por um qualquer membro do governo, pois não?

Sobre os "independentes"

Não existem independentes em política. Existem apenas aqueles que estão connosco, e aqueles que estão contra nós.

Os "independentes" são aqueles que não têm coragem suficiente para afirmar, com clareza, que estão connosco, ou contra nós.



RTP Colossal

Ficámos hoje a saber que a RTP já foi privatizada. Pertence a um grupo económico da São Caetano. É a única forma que encontro para explicar que um vídeo de 33 segundos, gravado em qualquer altura, publicado pela parte interessada, serve para desmentir algo que andou a ser afirmado e debatido durante uma semana, e que levou a que a troika pedisse explicações e que a União Europeia, através dos seus órgãos, comentasse.

Afinal fomos todos enganados por um assessor...

segunda-feira, julho 11, 2011

Pacheco Pereira faz frete gigantesco a Passos

Pacheco Pereira concorda com a "auto-censura" do novo estatuto editorial do Expresso, e quiçá do Grupo Impresa, em relação a notícias que possam pôr em causa o "interesse nacional", seja lá o que isso seja, embora suspeitamos que seja um eufemismo para tudo o que interesse ao governo PSD/CDS.

Isto deve ser o maior frete que Pacheco Pereira já fez a Passos Coelho.

Sinais dos tempos, que cada vez mais cheiram a "Tudo pela pátria, nada contra a Pátria".



quarta-feira, julho 06, 2011

Afinal não é Spin???

E pensar que há um mês atrás bastava dizer "A culpa é do Sócrates!!!"



"Começo a acreditar que isso não se deve apenas à incompetência", Carlos Santos Ferreira, Presidente do BCP

"Descida do 'rating' pela Moody's é imoral e insultuosa", Faria de Oliveira, presidente da Caixa Geral de Depósitos

"É uma decisão lamentável, totalmente especulativa", António Mexia, Presidente da EDP

"Pouco compreensível", Nuno Magalhães, líder parlamentar do CDS-PP



"Eu sei que você sabe que eu sei"

1952 - 2011

Sobre as crîticas ao corte de rating da Moody's

O paradoxo das críticas ao corte de rating da Moody's, é que as conclusōes a que chegam são acertadas numa perspectiva económica.

A dívida portuguesa é insustentável, e não haverá austeridade que a torne sustentável.

Assim sendo, mantendo os paradigmas actuais da UE, Portugal irá falir.

Siga a banda.



sexta-feira, julho 01, 2011

Momento triste do Grupo Parlamentar do PS

Nenhum deputado, ou deputada, socialista teve coragem para chamar aldrabão a Passos na cara dele.

A oposição de capacho continua a ser a marca desta liderança interina.

Tenhamos vergonha!



Pesquisar neste blogue